titulo texto site

A+ A A-

WhatsApp-Image-2017-04-23-at-16.38.59Nos movimentos da Igreja em que os casais são parte integrante, cada casal deve sempre se considerar em missão em virtude de seu batismo, de seu casamento. Porque são casais, o amor de Deus lhes foi confiado. Eles manifestam mutuamente este amor na sua vida de cada dia, como um desafio para a vida toda. São, desta forma, testemunhas do amor de Deus; por meio desse testemunho dado aos outros, que se torna assim a base de sua missão de casal. Esse amor se concretiza pelo sacramento do matrimônio, que pressupõe um compromisso para toda a vida, livremente aceito, que tem sua fonte no sacramento de batismo de cada um dos cônjuges. O sacramento do matrimônio cresce e se desenvolve no decorrer dos anos, no amor do casal e no amor de Deus. É a conjunção desses dois amores que lhes permite desempenharem sua missão de batizados e de casal cristão.
O casal participa da Criação por sua vida conjugal e familiar, por sua relação com o outro e com os outros. Cada cônjuge influencia a vida do outro e eles podem dizer um ao outro: "Eu sou quem eu sou graças a você". Eles aprendem sua missão com Jesus, que deu um exemplo de vida e de amor. Após lavar os pés dos apóstolos, ele disse: "Dou-vos um mandamento novo: que vos ameis uns aos outros. Como eu vos amei, amai-vos também uns aos outros. Nisso conhecerão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns pelos outros". "Em virtude do pacto de amor conjugal, o homem e a mulher 'já não são dois, mas uma só carne' e são chamados a crescer continuamente nesta comunhão através da fidelidade quotidiana à promessa matrimonial do recíproco dom total".
Este novo mandamento de amor é a base do serviço e infunde nos casais o sentido da missão, que está no âmago de seu casamento. Porque conhecem suas fraquezas e suas limitações, alguns casais optaram por participar de uma equipe e assim se darem mutuamente os meios necessários para uma vida de espiritualidade conjugal.
Essa espiritualidade conjugal deve convocá-los entre outras coisas;
A estarem sempre abertos ao dom da fé, reconhecendo esse dom em si mesmos e nos outros e a manifestá-lo em sua vida de cada dia, para com assim ajudar a outros casais.
A reservar tempo para a oração e a refletirem juntos para discernir o que o Espírito Santo pede que façam em suas vidas. Precisam por eles mesmos e por sua família e por todas as necessidades, do mundo e da Igreja, fazendo a experiência do perdão e da reconciliação. Pois sem a oração a união é muito difícil, e a reflexão conjunta ajuda a que se conheçam cada vez mais, para poder ajudar a outros.
A reconhecer no dom do matrimônio uma forma de vivenciar o plano que Deus tem para eles. A estarem abertos ao crescimento e às mudanças e à descoberta do potencial que existe em cada pessoa. Pois isto é muito importante para melhor saber como ajudar.
A perceber que a aceitação e a superação do fracasso e da crise, nada mais é do que um caminho que leva ao crescimento.

O movimento conhecido como Casais de Nazaré, surgiu em Carlos Barbosa em 1985, (embora já existissem muitos casais que participavam de grupos, quer na área da matriz como em comunidades outras), mas foi somente a partir deste ano que passaram a receber esta denominação de Casais de Nazaré ou Equipes de Nazaré, como se chamavam inicialmente. Em suas reuniões visam acima de tudo unir cada vez mais os casais, através da oração e do estudo da Sagrada Escritura e ao mesmo tempo, entender melhor sua missão como casais cristãos.

 Coordenação:

Valdair da Cruz 
54 96133315

WhatsApp-Image-2017-04-23-at-16.39.1636° Encontro da Equipe de Casais de Nazaré

Na tarde do sábado, 11 de abril, a Equipe de Casais de Nazaré, realizou seu 36° Encontro, no Centro de Formação da Paróquia Nossa Senhora Mãe de Deus, proporcionando aos casais um momento de reflexão, partilha e convivência a partir da integração entre os participantes, palestras e cantos.

Os casais foram acolhidos pela Coordenação dos Casais de Nazaré e pelo Pe. Vinícius Caberlon. Os temas abordados foram: Do Namoro à Formação da Família com a Psicóloga Tânia Comin; A importância da Família na Formação do Cidadão com o Escritor Ari Heck e o terceiro tema, Família Comunidade Cristã abordado pelo Pe. Osmar Coppi; os palestrantes compartilharam ricas experiências de vida e missão, ressaltando a importância antropológica, social e cristã da Família.

Agradecemos a todos os casais que se dispuseram a passar essa tarde conosco! Que a Família de Nazaré abençoe e sirva de exemplo na construção de nossas famílias!

Nos dias 22 e 23 de abril os membros dos casais de Nazaré estiveram pariticipando de palestras  para saber um pouco de sua missão, com palestras sobre a família, casamento e o amor. e o valor da Família.

WhatsApp-Image-2017-04-23-at-16.39.12

WhatsApp-Image-2017-04-23-at-16.38.58