titulo texto site

A+ A A-

18/02 - Primeiro Domingo Quaresma

Leitura (Gn 9,8-15)

Leitura do livro do Gênesis.

Disse também Deus a Noé e as seus filhos: "Vou fazer uma aliança convosco e com vossa posteridade, assim como com todos os seres vivos que estão convosco: as aves, os animais domésticos, todos os animais selvagens que estão convosco, desde todos aqueles que saíram da arca até todo animal da terra. Faço esta aliança convosco: nenhuma criatura será destruída pelas águas do dilúvio, e não haverá mais dilúvio para devastar a terra." Deus disse: "Eis o sinal da aliança que eu faço convosco e com todos os seres vivos que vos cercam, por todas as gerações futuras: Ponho o meu arco nas nuvens, para que ele seja o sinal da aliança entre mim e a terra. Quando eu tiver coberto o céu de nuvens por cima da terra, o meu arco aparecerá nas nuvens, e me lembrarei da aliança que fiz convosco e com todo ser vivo de toda espécie, e as águas não causarão mais dilúvio que extermine toda criatura.
Palavra do Senhor.
Graças a Deus!

Salmo Responsorial 24/25

Refrão: Verdade e amor são os caminhos do Senhor.

Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação.
Refrão: Verdade e amor são os caminhos do Senhor.

Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura e a vossa compaixão, que são eternas! De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia e sois bondade sem limite, ó Senhor!
Refrão: Verdade e amor são os caminhos do Senhor.

O Senhor é piedade e retidão e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça e aos pobres e ele ensina o seu caminho.
Refrão: Verdade e amor são os caminhos do Senhor.

Leitura (1 Pedro 3,18-22)

Leitura da primeira carta de São Pedro.

Pois também Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados - o Justo pelos injustos - para nos conduzir a Deus. Padeceu a morte em sua carne, mas foi vivificado quanto ao espírito. É neste mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que eram detidos no cárcere, àqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes, quando Deus aguardava com paciência, enquanto se edificava a arca, na qual poucas pessoas, isto é, apenas oito se salvaram através da água. Esta água prefigurava o batismo de agora, que vos salva também a vós, não pela purificação das impurezas do corpo, mas pela que consiste em pedir a Deus uma consciência boa, pela ressurreição de Jesus Cristo. Esse Jesus Cristo, tendo subido ao céu, está assentado à direita de Deus, depois de ter recebido a submissão dos anjos, dos principados e das potestades.
Palavra do Senhor.
Graças a Deus!

Evangelho (Marcos 1,12-15)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.

E logo o Espírito impeliu Jesus para o deserto. Aí esteve quarenta dias. Foi tentado pelo demônio e esteve em companhia dos animais selvagens. E os anjos o serviam. Depois que João foi preso, Jesus dirigiu-se para a Galiléia. Pregava o Evangelho de Deus, e dizia: "Completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo; fazei penitência e crede no Evangelho."
Palavra da Salvação.
Glória a vós Senhor!

Refletindo ...

É hora de converter-se e acreditar no Evangelho. Pois a plenitude do tempo aconteceu com a vinda de Jesus, porque nele todas as expectativas encontraram plena realização, pois, Deus assumiu a história, para nos redimir do pecado. A sua presença salvadora é um convite para que todos aceitem a salvação oferecida por Deus. É uma oportunidade única, que ninguém deve perder. Pois quem não atender ao apelo de Jesus corre o risco de não participar da salvação. Jesus nos convida à salvação, pois acredita que nós somos capazes de dar uma guinada em nossa vida, passando do egoísmo para o amor, da injustiça para a justiça, da idolatria do dinheiro para a crença no Deus vivo. A conversão atinge o mais profundo da existência do ser humano e faz uma transformação interna plena. Estamos na quaresma o período que nos chama mais atenção para a verdadeira conversão, pois convertidos assimilamos melhor a Jesus e somos por Ele transformados. Nos ensina especialmente o amor ao próximo, aos excluídos, aos necessitados, pois este amor é prova do amor para com Deus.

17/02 – Sábado após as Cinzas

Leitura (Isaías 58,9-14)

Leitura do livro do profeta Isaías.

Assim fala o Senhor: "Se expulsares de tua casa toda a opressão, os gestos malévolos e as más conversações; se deres do teu pão ao faminto, se alimentares os pobres, tua luz levantar-se-á na escuridão, e tua noite resplandecerá como o dia pleno. O Senhor te guiará constantemente, alimentar-te-á no árido deserto, renovará teu vigor. Serás como um jardim bem irrigado, como uma fonte de águas inesgotáveis. Reerguerás as ruínas antigas, reedificarás sobre os alicerces seculares; chamar-te-ão o reparador de brechas, o restaurador das moradias em ruínas. Se te abstiveres de calcar aos pés o sábado, de cuidar de teus negócios no dia que me é consagrado, se achares o sábado um dia maravilhoso, se achares respeitável o dia consagrado ao Senhor, se tu o venerares não seguindo os teus caminhos, não te entregando às tuas ocupações e às conversações, então encontrarás tua felicidade no Senhor: eu te farei galgar as alturas da terra, e gozar a herança de Jacó, teu pai". Porque a boca do Senhor falou.
Palavra do Senhor.
Graças a Deus!

Salmo Responsorial 85/86

Refrão: Ensinai-me os vossos caminhos e, na vossa verdade, andarei.

Inclinai, ó Senhor, vosso ouvido, escutai, pois sou pobre e infeliz! Protegei-me, que sou vosso amigo, e salvai vosso servo, meu Deus, que espera e confia em vós!
Refrão: Ensinai-me os vossos caminhos e, na vossa verdade, andarei.

Piedade de mim, ó Senhor, porque clamo por vós todo o dia! Animai e alegrai vosso servo, pois a vós eu elevo a minha alma.
Refrão: Ensinai-me os vossos caminhos e, na vossa verdade, andarei.

Ó Senhor, vós sois bom e clemente, sois perdão para quem vos invoca. Escutai, ó Senhor, minha prece, o lamento da minha oração!
Refrão: Ensinai-me os vossos caminhos e, na vossa verdade, andarei.

Evangelho (Lucas 5,27-32)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

Naquele tempo, Jesus viu sentado ao balcão um coletor de impostos, por nome Levi, e disse-lhe: "Segue-me". Deixando ele tudo, levantou-se e o seguiu. Levi deu-lhe um grande banquete em sua casa; vários desses fiscais e outras pessoas estavam sentados à mesa com eles. Os fariseus e os seus escribas puseram-se a criticar e a perguntar aos discípulos: "Por que comeis e bebeis com os publicanos e pessoas de má vida?" Respondeu-lhes Jesus: "Não são os homens de boa saúde que necessitam de médico, mas sim os enfermos. Não vim chamar à conversão os justos, mas sim os pecadores".
Palavra da Salvação.
Glória a vós Senhor!


Refletindo ...

Os fariseus e mestres da lei não aprovavam a proximidade de Jesus com os cobradores de impostos e os pecadores. Consideravam que por causa desta proximidade Ele não poderia ser o enviado por Deus Pai e ficavam até mesmo desconfiando de sua vida moral e tentavam diminuir sua credibilidade junto às multidões. Pensavam, quem se mistura com os pecadores, o faz porque é igual a eles. Porém o fato de Jesus viver próximo aos excluídos, pecadores, doentes, e4ra a maneira que utilizava para fazer chegar até eles a palavra de salvação a esperança, a solidariedade, fazendo-os sentirem-se também filhos de Deus. Era preciso que soubessem que certos comportamentos os afastavam de Deus, e que precisavam se corrigir, e Jesus acreditava que todos, tem possibilidade de conversão e por isto utilizava todas as formas possíveis para que os pecadores voltassem para Deus, mostrando sua misericórdia e solidariedade. E o nosso comportamento como é: igual aos fariseus e mestres da lei, ou somos iguais aos excluídos e estamos dispostos a acolher e seguir as palavras de Jesus Cristo, mudando o nosso modo de vida.

16/02 - Sexta-feira após as Cinzas

Leitura (Isaías 58,1-9)

Leitura do livro do profeta Isaías.

Clama em alta voz, sem constrangimento; faze soar a tua voz como a corneta. Denuncia a meu povo suas faltas, e à casa de Jacó seus pecados. Sem dúvida eles me procuram dia após dia, desejam conhecer o comportamento que me agrada, como uma nação que houvesse sempre praticado a justiça, sem abandonar a lei de seu Deus. Informam-se junto a mim sobre as exigências da justiça, desejam a presença de Deus. De que serve jejuar, se com isso não vos importais? E mortificar-nos, se nisso não prestais atenção? É que no dia de vosso jejum, só cuidais de vossos negócios, e oprimis todos os vossos operários. Passais vosso jejum em disputas e altercações, ferindo com o punho o pobre. Não é jejuando assim que fareis chegar lá em cima vossa voz. O jejum que me agrada porventura consiste em o homem mortificar-se por um dia? Curvar a cabeça como um junco, deitar sobre o saco e a cinza? Podeis chamar isso um jejum, um dia agradável ao Senhor? Sabeis qual é o jejum que eu aprecio? - diz o Senhor Deus: É romper as cadeias injustas, desatar as cordas do jugo, mandar embora livres os oprimidos, e quebrar toda espécie de jugo. É repartir seu alimento com o esfaimado, dar abrigo aos infelizes sem asilo, vestir os maltrapilhos, em lugar de desviar-se de seu semelhante. Então tua luz surgirá como a aurora, e tuas feridas não tardarão a cicatrizar-se; tua justiça caminhará diante de ti, e a glória do Senhor seguirá na tua retaguarda. Então às tuas invocações, o Senhor responderá, e a teus gritos dirá: Eis-me aqui! Se expulsares de tua casa toda a opressão, os gestos malévolos e as más conversações;
Palavra do Senhor.
Glória a vós Senhor!

Salmo Responsorial 50/51

Refrão: Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!

Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! Na imensidão de vosso amor, purificai-me! Lavai-me todo inteiro do pecado e apagai completamente a minha culpa!
Refrão: Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!

Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre à minha frente. Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!
Refrão: Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!

Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, e, se oferto um holocausto, o rejeitais. Meu sacrifício é minha alma penitente, não desprezeis um coração arrependido!
Refrão: Ó Senhor, não desprezeis um coração arrependido!

Evangelho (Mateus 9,14-15)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus.

Então os discípulos de João, dirigindo-se a Jesus, perguntaram: "Por que jejuamos nós e os fariseus, e os teus discípulos não?" Jesus respondeu: Podem os amigos do esposo afligir-se enquanto o esposo está com eles? Dias virão em que lhes será tirado o esposo. Então eles jejuarão.
Palavra da Salvação.
Glória a vós Senhor!

Refletindo ...

A preocupação com o comportamento dos outros muitas vezes é maior do que observar o nosso próprio comportamento, queremos que os outros ajam como nós foi o que os discípulos de João questionaram a Jesus. Porque os teus discípulos não jejuam e Jesus lhes diz, como pode alguém na presença do noivo jejuar? Desta forma Jesus estava falando de sua presença entre eles e de sua missão. E também nos mostra como está no livro de Isaías, que o principal não é o jejum físico, mas do nosso comportamento em nossa atitude para com os outros. O jejum aparente não significa que você seja melhor que o outro que aparentemente não faz jejum, pois não é e assim que provamos ser melhores dos que os outros, mas por nossas atitudes sinceras. Jesus também lembra que em breve o noivo será tirado e então seus discípulos farão jejum, sim Jesus quer assim avisá-los que sua vida na terra terá fim, pois Ele veio para cumprir uma missão e precisa assim fazer e para isto terá que se entregar totalmente para a morte de cruz em expiação de nossos pecados. Estamos iniciando este tempo em que a Igreja nos sugere uma mudança de vida, que sejamos capazes de ajudar aos que necessitam, que sejamos capazes de controlar melhor nossa maneira de agir, para seguir realmente os passos de Cristo Jesus.

15/02 - Quinta-feira depois das cinzas

Leitura (Dt 30,15-20)

Leitura do livro do Deuteronômio.

Olha que hoje ponho diante de ti a vida com o bem, e a morte com o mal. Mando-te hoje que ames o Senhor, teu Deus, que andes em seus caminhos, observes seus mandamentos, suas leis e seus preceitos, para que vivas e te multipliques, e que o Senhor, teu Deus, te abençoe na terra em que vais entrar para possuí-la. Se, porém, o teu coração se afastar, se não obedeceres e se te deixares seduzir para te prostrares diante de outros deuses e adorá-los, eu te declaro neste dia: perecereis seguramente e não prolongareis os vossos dias na terra em que ides entrar para possuí-la, ao passar o Jordão. Tomo hoje por testemunhas o céu e a terra contra vós: ponho diante de ti a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe, pois, a vida, para que vivas com a tua posteridade, amando o Senhor, teu Deus, obedecendo à sua voz e permanecendo unido a ele. Porque é esta a tua vida e a longevidade dos teus dias na terra que o Senhor jurou dar a Abraão, Isaac e Jacó, teus pais.
Palavra do Senhor.
Graças a Deus!

Salmo Responsorial 1

Refrão: É feliz quem a Deus se confia!

Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.
Refrão: É feliz quem a Deus se confia!

Eis que ele é semelhante a uma árvore que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. Eis que tudo o que ele faz vai prosperar.
Refrão: É feliz quem a Deus se confia!

Mas bem outra é a sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte.
Refrão: É feliz quem a Deus se confia!

Evangelho (Lucas 9,22-25)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

Jesus acrescentou: "É necessário que o Filho do Homem padeça muitas coisas, seja rejeitado pelos anciãos, pelos príncipes dos sacerdotes e pelos escribas. É necessário que seja levado à morte e que ressuscite ao terceiro dia". Em seguida, dirigiu-se a todos: "Se alguém quer vir após mim, renegue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz e siga-me. Porque, quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas quem sacrificar a sua vida por amor de mim, salvá-la-á. Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se vem a perder-se a si mesmo e se causa a sua própria ruína?"
Palavra da Salvação.
Glória a vós Senhor!

Refletindo ...

Toda a pessoa que se propõe a seguir Jesus, não pode escusar-se de refazer o caminho do Mestre que é o próprio Jesus. Ele nos dá o exemplo ao assumir plenamente sua condição humana., Passa a ser um testemunho do Pai e de seu Reino, sem se importar com a opinião de quem o critica. E completa sua missão ao se consumir na morte de cruz, como desfecho natural de uma vida de total renúncia de si mesmo.
Se queremos ser realmente um seguidor de Jesus Cristo, é preciso que tenhamos disposição de abrir mão de nossos projetos pessoais. Es colhendo e aceitando apenas os que são compatíveis com o Reino, sem se poupar ou estabelecer limites. Se nos deixarmos levar pela prudência humana estaremos colocando em perigo a nossa própria salvação. Para seguir jesus precisamos de um coração desapegado, livre de ideais mesquinhos de ganhar os bens terrenos, pois isto pode causar nossa condenação. Temos liberdade para seguir o caminho de Jesus ou seguir nossos falsos ideais, se aceitamos enfrentar a cruz, seremos seguidores de Cristo. Pois seguir a jesus Cristo exige de nós disposição e coragem, desafiando até mesmo o mundo e como leigos temos a missão de levar Cristo aos nossos irmãos dia a dia, sendo exemplo para eles.

14/02 – Quarta-feira de Cinzas

Primeira Leitura: Jl 2,12-18

Leitura do profeta Joel

Mas ainda neste momento — oráculo de Javé — voltai a mim de todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e lamentos de penitência. Rasgai os vossos corações, e não as vossas vestes! Voltai para Javé, vosso Deus, porque ele é clemente e misericordioso, paciente e rico de graças. E ele se compadece das desgraças. Quem sabe se ele não voltará a ter de novo compaixão, deixando em sua passagem uma bênção que se transformará em oferenda sagrada e em sacrifício de libação para Javé, vosso Deus? Tocai a trombeta em Sião! Determinai um jejum sagrado, decretai uma solenidade, reuni o povo, convocai a comunidade, congregai os anciãos, ajuntai as crianças, até os pequeninos que ainda mamam! Que o jovem esposo saia do seu quarto e a esposa, de sua câmara nupcial! Que entre o vestíbulo e o altar chorem os sacerdotes, ministros de Javé! Que eles digam: "Poupa, Javé, o teu povo! E não entregues a tua herança ao opróbrio, à zombaria das nações! Porque se haveria de dizer entre os povos: Onde está o Deus deles?". Ora, Javé se deixou tomar por um veemente amor para com a sua terra, e poupou o seu povo.
Palavra do Senhor.
Graças a Deus!

Salmo Responsorial : Sl 50(51)

Refrão: Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos!

Deus, tem pena de mim no teu amor, teu grande amor apague o meu pecado! Lava completamente a minha culpa, de toda iniquidade purifica-me!
Refrão: Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos!

Pois eis, eu reconheço a minha falta, meu pecado está sempre à minha frente. Foi contra ti somente que eu pequei e fiz o que era mau ante os teus olhos.
Refrão: Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos!

Um coração sem mancha cria em mim, renova em mim o espírito de força. Não me afastes, ó Deus, da tua face, teu espírito santo não me tires!
Refrão: Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos!

Alegre-me de novo o teu auxílio, inspira-me uma pronta obediência.
Refrão: Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos!

Eu te peço, Senhor, abre os meus lábios; proclame a minha boca o teu louvor!
Refrão: Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos!

Segunda Leitura: 2Cor 5,20-6,2

Leitura da segunda carta de Paulo aos Coríntios

Irmãos: Portanto temos o encargo de embaixadores em nome de Cristo, como se Deus mesmo vos exortasse por meio de nós. E nós vos suplicamos, em nome de Cristo: deixai-vos reconciliar. Aquele que estava isento do pecado, Deus o fez sacrifício pelo pecado por nós, para que por meio dele nos tornássemos justiça de Deus. Como nós colaboramos com ele, exortamos-vos a que não recebais em vão a graça de Deus. Pois ele disse: Na ocasião favorável, eu te ouvi. No dia da salvação, eu venho em teu socorro. Eis a ocasião de todo em todo favorável; eis agora o dia da salvação.
Palavra do Senhor,
Graças a Deus!

Evangelho: Mt 6,1-6.16-18

Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos Evitai praticar vossas boas obras diante dos homens para serdes notados por eles, porque assim não tereis recompensa da parte de vosso Pai que está nos céus. Quando, portanto, deres esmolas, não faças tocar a trombeta diante de ti, como procedem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, com o fim de serem aplaudidos pelos homens. Eu vos declaro esta verdade: já receberam a sua recompensa. Mas, quando deres esmola, não saiba tua mão esquerda o que faz a direita, para que a tua esmola fique oculta. O Pai, que vê a ação oculta, te recompensará. E quando rezardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar com ostentação nas sinagogas e nas encruzilhadas, para aparecerem diante dos homens. Eu vos declaro esta verdade: já receberam a sua recompensa. Mas, quando rezares, entra em teu quarto, fecha a porta, e reza a teu Pai que está presente até em lugar oculto. E teu Pai, que vê o que fazes ocultamente, te dará a recompensa. Quando fizerdes jejum; não mostreis um semblante abatido, como é costume dos hipócritas. Eles fazem isto para dar a entender que estão de jejum. Eu vos declaro esta verdade: já receberam a sua recompensa. Mas quando jejuares, perfuma tua cabeça e lava teu rosto, 18para não dares a entender aos homens que estás jejuando, e sim a teu Pai que está presente, até em lugar oculto; e o teu Pai, que enxerga até em lugar oculto, te dará a recompensa.
Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor!

Refletindo ...

Estamos hoje iniciando a preparação para recordar a Paixão Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo e neste dia recordamos que este momento exige de nós uma reflexão um pouco mais profunda, pois nos é recomendado a penitência e o Jejum. A Penitência na verdade deve sempre estar presente em nossa vida, não somente neste tempo, pois sempre ofendemos a deus de muitas formas, e precisamos pedir perdão e fazer penitência pelos nossos erros, para que Deus realmente saiba que nós desejamos nos emendar, mas que somos fracos e precisamos e muito de sua graça para sermos realmente fiéis aos seus ensinamentos. Falar em jejum em nossos dias parece algo tão difícil de fazer, diante de tudo o que nos é oferecido diariamente, mas o principal jejum não é o do alimento, embora também seja muito importante, mas é sobretudo da palavra, que muitas vezes prejudica o outro; das ações indevidas que nos levam a pecar e causar problemas aos nossos irmãos. O jejum não deve nos causar tristeza, mas nos deixar alegres, por estarmos fazendo algo que Deus nos pede, pois ninguém deve perceber que estamos em jejum como o próprio Cristo nos pediu. Não esqueçamos que chegou o tempo em que experimentamos ainda mais o amor misericordioso de Deus.